terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Censo Invernal de Milhafre-real

O milhafre-real é uma espécie com uma população residente em Portugal considerada Criticamente em Perigo (ver www.icnf.pt) e que a nível global tem um estatudo de Quase Ameaçada  (ver http://www.iucnredlist.org/details/22695072/0).



Em Portugal é mais frequente observar esta espécie durante o inverno. No mapa seguinte pode ver-se a distribuição da espécie na península ibérica ao longo dos vários meses do ano.

Fonte: Mapas extraídos do eBird, dia 3/01/2016

No Inverno de 2014/15 seis entidades uniram-se e organizaram um censo global em Portugal

Estas foram as entidades que organizaram o censo:

SPEA – Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves;
LPN – Liga para a Protecção da Natureza;
ATN – Associação Transumância e Natureza;
Palombar – Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural;
CEAI – Centro de Estudos da Avifauna Ibérica;
ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.

A metodologia utilizada neste censo basea-se na contagem dos dormitórios em simultâneo, dentro de um período de nove dias no mês de Janeiro.

Alguns dados retirados dos trabalhos realizados no Inverno de 2014/15 (entre 17 a 25 de Janeiro de 2015).

Participaram 22 observadores voluntários

Foram prospectados 53 dormitórios e outras concentrações de milhafre-real, distribuídos por todo o território Continental, sendo que 28 dormitórios conhecidos de anos anteriores não estavam activos.
Alentejo Interior (51 dormitórios conhecidos)
  • concelho de Évora, com 628 indivíduos
  • concelho de Castro Verde, com 360 aves,
  • concelho de Serpa, com 234
Interior das regiões Centro e Norte (2 dormitórios conhecidos)

Foram contabilizados um mínimo de 1465 e um máximo de 1603 milhafres-reais.

Um dos dormitórios albergava mais de 200 aves.

Consulte  aqui o relatório Censode milhafre-real invernanteem Janeiro de 2015.



EmoticonEmoticon